Mundi Secretariado Executivo

DIA A DIA

As Soft Skills e as políticas de diversidade e inclusão em ESG

O mercado busca profissionais que contribuam para a empresa, agregando valor à empresa e não somente executem funções. Hoje, os profissionais precisam oferecer a humanidade como característica que diferencia do geral e do trabalho que pode ser executado por um robô, por exemplo.

A comunicação agressiva destrói ambientes e pessoas

Conheça os 4 princípios para relações assertivas e saudáveis.

Em um mundo que busca cada vez mais por equilíbrio nas relações, a Comunicação Não Violenta é uma necessidade estratégica por ambientes mais saudáveis e produtivos.

Somos todas “Mulher Maravilha”

Segundo o site Deadline, o filme ‘Mulher Maravilha’ entrou para a seleta lista dos 19 longas que alcançaram a marca de U$ 400 milhões entre EUA e Canadá.
A super-heroína que tem características como cada uma de nós, salvo às que transcendem a realidade. Mas, o que ela, de fato, tem?
Vamos analisar algumas para tentar entender:

10 erros comuns que você deve evitar em processo de seleção

Segundo pesquisa da Catho, 34% dos candidatos a uma vaga são eliminados por erros gramaticais e, de acordo com a Nube, esse número sobe para quase 50% quando se trata da contratação de estagiários. Em tempos de muito desemprego, o domínio da linguagem torna-se um fator determinante para decidir quem será eliminado e quem avançará nos processos de seleção.

Por que uma política de diversidade e inclusão no ambiente corporativo?

Em 2019, o Hay Group (Brasil) realizou pesquisa e identificou que o desempenho dos trabalhadores, em uma empresa com política de diversidade e inclusão, chega a ser 50% superior às empresas que não a praticam. No mesmo ano, a Organização Internacional do Trabalho destacou o aumento no lucro das empresas, diversas e inclusivas, de cerca de 20%.

Palavras que confundem

Quantas vezes já não paramos para pensar na forma de escrever de certas expressões do dia a dia que nos deixam realmente na dúvida da grafia?

Fuja do padrão, mas siga o padrão. Existe um meio-termo?

Lançado no mês passado, o documentário Abercrombie & Fitch – da Ascensão à Queda, reacendeu o debate sobre a questão da “boa aparência” e padrões de beleza.

Cheio de polêmicas e com relatos absurdos, a empresa fundada no final do século 19 viveu seu auge no início dos anos 2000, quando ter uma peça com o nome A&F era sinônimo de status e um certo padrão a ser perseguido por alguns. Em certo momento, o dono da marca chegou a dizer que as roupas dele não foram feitas para todos, o que só reforçava a ideia de que quem não serve na roupa, não serve e ponto.

Vivemos pormenorizados ou supervalorizados em situações de comunicação violenta?

Ferramentas para obter uma rotina de trabalho feliz e satisfatória.

Você já se sentou em sua mesa após ter saído da sala de sua líder e sentiu-se sem forças até mesmo para dar um “enter” em frente ao computador? Sentiu vontade de ligar para alguém para lhe acudir daquele lugar ou por vezes foi de forma discreta até o banheiro para chorar baixinho? Pois bem. Esse sentimento não aconteceu apenas com você – acontece com muitos de nós. Para resolvermos esses sentimentos engasgados em nosso peito, alguns passos a seguir de quem entende do assunto.