Fast Food Intelectual: você sofre disso?
Por Alessandra Lazarin

publicado em

Uma vez conversando com uma cliente, ela me disse que estava investindo pesado em cursos, estudos, livros, revistas, sites especializados e estava pensando até numa nova faculdade. De primeira, pensei bacana! E durante o processo de coaching com ela, perguntei para que tudo isso? Por que você está o tempo todo “se enchendo de conhecimento”? Onde você quer chegar? “tudo isso” te fará chegar até onde deseja ir? Ou você está focando tanto no conhecimento, que está te impedindo de dar novos passos para onde deseja?

Você já ouviu o termo “Obesidade Mental”? O Professor Andrew Oitke cunhou este termo ao publicar o seu polémico livro “Mental Obesity”, que revolucionou os campos da educação, jornalismo e relações sociais em geral.

Nesse livro, o catedrático de Antropologia em Harvard introduziu o conceito para descrever o que considerava o pior problema da sociedade moderna.

Como já sabemos, a obesidade física está correlacionada aos maus hábitos e comportamentos humanos, como sedentarismo, alimentação não balanceada, a obesidade mental está relacionada com o sedentarismo intelectual, consumo de conteúdos irrelevantes ou consumo excessivo de informações. As duas obesidades podem trazer risco à saúde: física e mental.

As pessoas estão viciadas em estereótipos, rótulos, juízos apressados de valor, pensamentos pequenos e condenações precipitadas. Todos têm opinião sobre tudo, mas não conhecem em profundidade em nada. Tem tanto conhecimento, mas não sabe onde aplicar e/ou rentabilizar.

Pensa num restaurante “fast food”, estamos o tempo todo buscando algo rápido para saciar a nossa necessidade, mas que necessidade? Rápido por quê? Profundidade ou superficialidade? Onde isso irá nos levar?

“O conhecimento das pessoas aumentou, mas é feito de banalidades. Todos sabem que Kennedy foi assassinado, mas não sabem quem foi Kennedy”, diz o autor do livro.

Mas o que causa a obesidade mental/intelectual?

  • Falta de atividades intelectuais produtivas
  • Falta de visão clara onde quer chegar
  • Consumo de conteúdos “tóxicos”, por exemplo anúncios, conteúdo de entretenimento de baixa qualidade etc.
  • Consumo excessivo de informação de uma forma geral, não apenas informações supérfluas, mas também o conteúdo “bom” em excesso, a ponto de o cérebro não conseguir reter ou processar de forma eficaz.
  • Falta de autoconfiança

Continua depois da publicidade…

PUBLICIDADE

https://www.sympla.com.br/coaching-em-grupo-para-mulheres__1531493
https://www.sympla.com.br/coaching-em-grupo-para-mulheres__1531493
previous arrow
next arrow
live rota da mulher rica
live rota da mulher rica
previous arrow
next arrow
anuncie-na-dolce-post
presenca online-campanha-post (2)
previous arrow
next arrow

Quais são os sintomas?

  • Esgotamento mental
  • Distração (dificuldade de concentração)
  • Redução da capacidade de retenção de conteúdo
  • Falta de criatividade
  • Engessamento profissional
  • Dificuldade na finalização de tarefas
  • Procrastinação
  • Ansiedade, estresse e falta de humor
  • Sono desajustado

Voltando à minha cliente, no fundo ela estava bem-preparada “intelectualmente e tecnicamente” para o trabalho que ela exercia e também para onde queria chegar. O que estava acontecendo é que ela usava esta bagagem toda para não enfrentar o medo dos novos passos e ações necessárias para chegar até o seu grande objetivo, e assim ela ficava passando em vários “fast-food”.

Organizar as ideias, rever as estratégias, ter clareza do que realmente quer, e se permitir a dar os passos necessários para crescer profissionalmente é um grande desafio para algumas pessoas, e tudo bem! O importante é parar e rever o que realmente faz sentido investir para você realizar seus objetivos.

Somos bombardeados de opções, informações, quando vemos, estamos comprando, lendo, absorvendo tudo que vemos, sem sequer digerir. É como comer sem mastigar. Quantos cursos você comprou e não terminou? Quantos livros estão empoeirados sem leitura eficaz?

O que adiantar ler, sem entender, comprar um curso e não o colocar em prática? Com isso gastamos tanta energia do nosso cérebro, acabamos ficando cansados e não conseguindo sair deste piloto automático e adquirimos uma confusão mental!

Ter leveza na vida exigirá de nós clareza e autoconsciência para que possamos entender que caminhos seguir e onde investir o nosso tempo e nossa inteligência.

E aí valeu a pena ler o artigo de hoje? Me deixe saber, quero ler seu comentário?

Você já se sentiu com “obesidade mental/intelectual”?

Grande abraço

Camada 1

Alessandra Lazarin é multiempreendedora, palestrante, Coach e Mentora de Carreira, Vida e Negócios. Certificada como Leader and Professional Coach, Master Coach em Inteligência Emocional, Propósito e Sentido da Vida. Por mais de 20 anos atuou na área executiva, desenvolvendo e gerenciando projetos, liderando equipes e organização de eventos nacionais e internacionais. É Bacharel em Secretariado Executivo Bilíngue (espanhol) com ênfase em Administração de Empresas e Especializações em Sustentabilidade, Responsabilidade Social e Voluntariado Empresarial.

mulher-absoluta-in-company-banner
presenca-online-campanha-touche (6)
vinheta-abril-2021-banner (8)
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Camada 1

Gostou deste artigo? Compartilhe!

1 Comment


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

os mais lidos na semana

Temas Procurados

Camada 1
mulher-absoluta-in-company-banner
presenca-online-campanha-touche (6)
vinheta-abril-2021-banner (8)
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow