Por que conhecer as pessoas e suas identidades?
Por Caroline Vargas Barbosa

publicado em

São tantas identidades e características que se confundem com discursos políticos e politizados. Fica difícil conhecer a tudo para não se equivocar. Não éramos todos iguais?

Sim, somos todos iguais. Mas não temos todos os mesmos direitos, acessos e reconhecimentos. Em razão das condições de existência. Condições de existência são características, físicas ou psicológicas, que são intrínsecas a pessoa, a sua existência. Essas características, podem ter sofrido, sucessivos ataque e negação de direitos. Vamos pensar em dois exemplos: 

  1. uma pessoa preta não pode alterar a cor da sua pele. A cor da sua pele fez com que historicamente se construísse obstáculos diversos a sua existência. Consequentemente, diferentes negações de direitos. 
  2. uma pessoa com deficiência, não pode alterar sua condição física. Ela faz parte. Pessoas com deficiência, em toda a história e em diferentes culturas, encontrou obstáculos diversos a sua existência. 

Identidade não é sobre nós. É sobre todos. 

Essas diferenças, são reconhecidas pelo próprio sujeito e este encontra um grupo social que reclama acerca de dificuldades similares. Encontram vivências que se convergem quando pontuam as dificuldades. Esse processo constrói a identidade daquela pessoa e o identitarismo de um grupo.  

Identitarismo existe antes da política. Identitarismo é condição de existência, que ultrapassa anos, governos ou política. O identitarismo é uma percepção do sujeito para a própria identidade, como forma de autoafirmação da sua existência, ou seja, uma condição de existência. Muitos precisam resistir diversas situações diárias, para que possam continuar existindo com suas identidades. Isso porque, essa condição de existência, é objeto de opressão, marginalização, silenciamento ou violência por outras pessoas, empresas ou o Estado. 

O meu exemplo:

Eu possuo uma condição de existência que me é vital: a esclerose múltipla. Sou portadora de esclerose múltipla diagnosticada em 2017. A esclerose múltipla é uma doença degenerativa e autoimune. E possui múltiplos e singulares efeitos, consequências e sintomas. Assim, afeta a vida laboral de forma diferente para com outros trabalhadores. Uma empresa, comete discriminação quando, por exemplo, debocha ou insinua que estou mentindo, acerca da fadiga e dor crônica que sinto. Ela me fere na existência. Não consigo mudar minha existência. Está em mim. É em mim que recaem os obstáculos diários decorrentes da minha condição humana.  

Continua depois da publicidade…

PUBLICIDADE

https://www.sympla.com.br/coaching-em-grupo-para-mulheres__1531493
https://www.sympla.com.br/coaching-em-grupo-para-mulheres__1531493
previous arrow
next arrow
live rota da mulher rica
live rota da mulher rica
previous arrow
next arrow
anuncie-na-dolce-post
presenca online-campanha-post (2)
previous arrow
next arrow

Veja, o uso de algo que faz parte da minha identidade como mecanismo de violências diversas é assédio no ambiente laboral. Mas é importante ressaltar que: uma vez que para o exercício do cargo ou desenvolvimento das atividades fossem consideradas as minhas condições humanas, o desempenho produtivo pode ser mensurado e cobrado. 

O identitarismo não é uma superproteção. Não significa, que um funcionário com deficiência, como eu, não possa ser cobrado, exigido e perguntado das suas atribuições e compromissos. Uma vez em que com diálogo, tenha sido estabelecido, entre funcionário, empresa e chefias, acerca das condições existenciais, que permeiam a minha identidade; e, portanto, na execução do meu trabalho.  

Assim também será com pessoas pretas, mulheres, pessoas LGBTQIA+ …

A identidade é o que une pessoas com a mesma razão de diversas formas de discriminação (como as pessoas com deficiência – visível ou invisível, por exemplo). A discriminação, reside em situações, por exemplo: 

  • a criação de mais obstáculos para a promoção no ambiente de trabalho do sujeito ou para que ele execute uma tarefa; 
  • a negação de acesso a ambientes físicos ou virtuais, ou informações; 
  • que lhe negam direitos; ou, 
  • violência física, moral ou psicológica. 

Por isso o identitarismo vem antes da política. É a partir do conhecimento das pessoas, que se encontram com as mesmas dificuldades em razão de uma mesma característica que se cria o identitarismo. E ele, poderá ser de direita ou esquerda, do partido A ou B. Ele está na estrutura da sociedade. Ele gera problemas estruturais. Por isso, a partir dos diálogos criados, hoje, nós temos identitarismos que já tem respaldo entre si e em todos os mecanismos do Estado e da democracia em que vivemos. E com certeza, não é um caminho findo. 

Todos precisam ser respeitados – com garantia legal de indenizações morais e materiais, definições de assédio e obrigatoriedade de igualdade salarial, por exemplo. O respeito as suas pluralidades e subjetividades, principalmente, no ambiente laboral e corporativo, é garantir que o ambiente seja propicio a execução com produtividade que se almeja do funcionário. Esse ambiente propício precisa ser pensando com as pessoas que os compõe e a realidade delas. Não é um ambiente adaptado. Não é com a negação ou com obstáculos que impedem o acesso de oportunidades. 

Garantir a dignidade do trabalhador, portanto, torna sólida a promoção das boas práticas empresariais, repercutindo na produtividade e aumento de reconhecimento de consumidores e do mercado de maneira geral. 

Tem dúvidas? Conversa comigo! Vamos construir pontes. 

Camada 1

Caroline Vargas Barbosa é advogada, docente universitária e pesquisadora. Doutorando em Direito pela UnB, Mestra em Direito Agrário pela UFG e especialista em Processo Civil pela UFSC. Atua em pesquisas e assessoramentos de diversidade, inclusão e ESG.

mulher-absoluta-in-company-banner
presenca-online-campanha-touche (6)
vinheta-abril-2021-banner (8)
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Camada 1

Gostou deste artigo? Compartilhe!

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

os mais lidos na semana

Temas Procurados

Camada 1
mulher-absoluta-in-company-banner
presenca-online-campanha-touche (6)
vinheta-abril-2021-banner (8)
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow