Ei, cliente! Você está demitido
Por Bárbara Bora

publicado em

Muito se fala sobre a toxicidade de pessoas e relações e o quão é importante nos afastarmos de situações que nos coloquem numa posição de insegurança e de duvidar da nossa capacidade e do que fazemos. E encerrar ciclos que mexam de forma negativa com nossa saúde mental e física é, sem dúvida, uma forma de afastar essas pessoas e/ou situações que nos causem desconforto.

E quando tudo vem do nosso trabalho, como fazer? E como identificar?

Sabe aquela situação na qual você “pisa em ovos”? Aquele ambiente você precisa pensar mil vezes antes de se colocar e se posicionar porque pode ter alguém que interprete mal ou de forma errada aquilo o que você diz? Se você sente isso em seu ambiente de trabalho, está na hora de acender uma luz de atenção, porque esse pode ser um ambiente pesado e que, futuramente, pode te causar problemas.

Quando temos o nosso próprio negócio, imaginamos que esse “pisar em ovos” nunca mais vai existir, certo? Errado!

Pode ser que aconteça sim, já que quando empreendemos não estamos ilesas de encontrar pessoas assim no caminho.

O que quero te contar é que quando o negócio é seu, as regras são suas. Sabe aquele negócio de ônus e bônus? Pois é, aqui está uma situação na qual essa expressão será bem útil.

Você não precisa aceitar um cliente e suas ações, seus “pitis”, seus exageros se isso estiver te afetando de alguma forma. Você pode demiti-lo. E preciso te contar que demitir um cliente tóxico é libertador.

Já trabalhei com pessoas que me causavam ansiedade, que me causavam medo quando recebia uma notificação de mensagem no WhatsApp, que me faziam assumir erros que eram delas, pelo simples fato de terem que culpar alguém. Pessoas que não respeitavam o próprio trabalho e consequentemente não respeitavam o meu. Pessoas que, no final do dia, me faziam questionar se estava no caminho e na profissão certa.

Você consegue perceber a loucura que é isso? Querer desistir por conta de outra pessoa que não te conhece, não conhece suas lutas, batalhas, seus sorrisos e suas conquistas. Então, sem medo e pensando em você, demita esse cliente. Diga para ele que você tem outros projetos, que está com menos tempo, que sua agenda está apertada, que as atividades que executa para ele não fazem mais sentido para você, ou até mesmo, que a forma com que ele trabalha não condiz com o que você quer para o seu negócio, mas demita-o.

Não permita que uma pessoa coloque a prova aquilo que você tem certeza: seu propósito.

E se puder te dar uma dica é, assim como para clientes, carregue essa regra com você em todas suas relações. Tenham por perto pessoas que te apoiem, que te ajudem, que te escutem, mas que principalmente, nunca duvidem de você!

Camada 1

Bárbara Bora é Secretária Executiva Remota e bacharel em Secretariado Executivo Trilingue, formada pela FECAP/SP, tecnóloga em Eventos pela FMU/SP e MBA em Gestão Estratégica de Negócios pela FMU/SP. Tem trabalhado com executivos, CEO’s, empreendedores e profissionais liberais. Leciona em cursos na área de Secretariado e Recepção. Mãe do Lucca e da Lara, seus principais motivos em empreender. “O Secretariado me escolheu e me acolheu. Tenho paixão em servir e resolver problemas. Amo minha profissão!”

Camada 1

Gostou deste artigo? Compartilhe!

4 Comments

  1. Bom dia,
    Gostei muito do seu tema, concordo que temos que pensar em coisas positivas para o nosso trabalho.

    • Oii Renata,
      Acredito muito na lei da atração e pensar coisas boas, só vai atrair coisas melhores ainda.
      Um beijo!

  2. Oi Fábio, muito obrigada!
    Fico muito feliz que tenha gostado! =)


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

os mais lidos na semana

Temas Procurados

Camada 1
mulher-absoluta-in-company-banner
2021.07.27-campanha-telegram-mundi-banner
presenca-online-campanha-touche (6)
vinheta-abril-2021-banner (8)
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow